Secretário-geral da ONU adverte Rússia contra anexações na Ucrânia

Secretário-geral da ONU, António Guterres, durante reunião do Conselho de Segurança da entidade

Por Humeyra Pamuk e Michelle Nichols

NAÇÕES UNIDAS (Reuters) - O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, afirmou em uma reunião do Conselho de Segurança sobre a Ucrânia, nesta quinta-feira, que falar de um conflito nuclear é "totalmente inaceitável" e alertou efetivamente que os chamados referendos em áreas sob controle russo seriam anexação.

Referendos sobre a adesão à Rússia devem ocorrer de sexta a terça-feira em várias regiões majoritariamente controladas pela Rússia no leste e sul da Ucrânia, que compreendem cerca de 15% do território ucraniano.

Guterres disse na reunião ministerial do conselho que está preocupado com os planos para "os chamados referendos". O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, deve discursar no conselho de 15 membros, mas não estava na câmara para ouvir os comentários de Guterres.

"Qualquer anexação do território de um Estado por outro Estado resultante da ameaça ou uso da força é uma violação da Carta da ONU e do direito internacional", disse Guterres.

O presidente russo, Vladimir Putin, ameaçou na quarta-feira usar armas nucleares para defender a Rússia.

A reunião do Conselho de Segurança sobre as atrocidades cometidas na Ucrânia está ocorrendo durante o encontro anual de líderes mundiais para a Assembleia Geral da ONU. A Rússia invadiu a Ucrânia em 24 de fevereiro, quando o Conselho de Segurança se reunia em Nova York para discutir as preocupações ocidentais sobre tal movimento de Moscou.

O conselho foi incapaz de tomar qualquer ação significativa sobre a Ucrânia porque a Rússia é um membro permanente com poder de veto, assim como Estados Unidos, França, Reino Unido e China. A reunião desta quinta-feira é pelo menos a 20ª vez que o Conselho de Segurança se reúne para discutir a Ucrânia este ano.

(Reportagem de Humeyra Pamuk, Michelle Nichols, Daphne Psaledakis, John Irish e Brendan McDermid)