Secretário-geral da ONU pede reuniões separadas com Putin e Zelenski

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, enviou cartas aos presidentes russo, Vladimir Putin, e ucraniano, Volodimir Zelenski, pedindo reuniões separadas com os dois. A principal autoridade da ONU ainda não se encontrou pessoalmente com os chefes de Estado desde o início da guerra.

A última conversa de Guterres com Zelenski se deu por telefone, dois dias após o início da operação militar russa. Putin tem recusado qualquer contato com o secretário-geral, que acusou o Kremlin de violar leis internacionais ao iniciar a guerra no país vizinho.

Segundo o porta-voz das Nações Unidas, Stéphane Dujarric, os documentos foram entregues nesta terça-feira (19) para as delegações dos dois países na ONU. Guterres, ainda conforme o comunicado, se dispõe a se reunir com Putin em Moscou e com Zelenski em Kiev.

"O secretário-geral disse que gostaria de discutir medidas urgentes para trazer a paz na Ucrânia e o futuro do multilateralismo com base na Carta das Nações Unidas e no direito internacional", disse Dujarric.

Ainda na terça, Guterres pediu que os dois países suspendam, por quatro dias, os conflitos militares para permitir a retirada segura de civis. O momento coincidiria com a Páscoa ortodoxa, comemorada no próximo domingo (24) —ucranianos e russos são, em sua maioria, cristãos ortodoxos. Segundo a ONU, mais de 12 milhões de pessoas precisam de assistência humanitária no país hoje.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos