Secretário minimiza almoço na casa de empresário preso: ‘Me relaciono com a classe empresarial’

Paulo Cappelli

RIO - O secretário de Desenvolvimento Econômico, Lucas Tristão, minimizou o fato de ter almoçado na casa de Mário Peixoto, empresário preso por suspeita de desvios na Saúde, no dia 12 de abril. Uma interceptação telefônica obtida pelo Ministério Público Federal revelou um diálogo no qual o filho do empresário, Vinicius Peixoto, também preso, disse para sua mãe que teria contraído coronavírus após um encontro com o pai e Tristão. Em coletiva de imprensa nesta quarta-feira (20), o secretário, que antes de assumir a pasta foi advogado de Mário Peixoto, reconheceu a amizade com o empresário, mas disse não ver problema em se encontrar com um fornecedor com contratos milionários no governo.

- Foi um almoço de domingo, com seis pessoas. Não desobedeci a nenhuma lei. Eu sou secretário de Desenvolvimento Econômico e me relaciono com a classe empresarial em geral. Procuro, na medida do possível, me relacionar com a sociedade civil organizada. Com os presidentes dos órgãos de classe, as federações do comercio. Mas também me relaciono com empresários específicos no campo profissional – disse.

Em seguida, Tristão negou que tenha operado para que Peixoto obtivesse contratos ou vantagens na gestão de Wilson Witzel.

- A relação profissional que eu tinha desenvolveu um vinculo de amizade, mas nunca tratei a coisa publica sem probidade. No campo pessoal me relaciono com servidores públicos, jornalistas, empresários. E não discuto com nenhum deles nenhuma pauta que não seja de fatos públicos e notórios. Hoje tenho na minha equipe pessoas que me acompanham há anos. O meu chefe de gabinete é meu amigo pessoal há 20 anos. Só é possível performar como performamos porque sabemos muito bem diferenciar relações de trabalho das relações pessoais. Nos nossos encontros pessoais não são discutidos temas de trabalho e nas relações profissionais não são levadas em conta a pessoalidade, pois aqui não há nada de pessoal, só institucional.