Secretários pedem que Ministério da Saúde reconheça nova onda de Covid-19, amplie testagem e se posicione sobre carnaval

·1 min de leitura

BRASÍLIA— Secretários estaduais de saúde enviaram uma carta ao Ministério da Saúde pedindo recursos para criação de novos pontos de testagem em massa no Brasil. O documento enviado pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) pede ainda que a pasta reconheça a nova onda de Covid-19 no país e se posicione claramente sobre o cancelamento de grandes eventos, como o carnaval.

No texto, os secretários pedem ainda o restabelecimento de leitos clínicos e de UTI da rede hospitalar no país nos moldes do que estava disponível em 2021. Os gestores pedem ainda que o ministro Marcelo Queiroga inclua imediatamente a imunização de crianças e adolescentes contra a Covid-19 no calendário nacional de vacinação.

O Conass argumenta que entre 2 e 9 de janeiro o país viveu um aumento de 300% no número de casos de Covid-19, devido ao avanço da variante ômicron com transmissão comunitária em todas as regiões do país.

"Com 1/3 da população ainda não vacinada com esquema primário completo, o Brasil está vulnerável a uma grande onda de casos, que também poderá acarretar pressão hospitalar. Se o sistema hospitalar entrar em colapso, tanto na rede privada, quanto na rede pública, óbitos evitáveis poderão ocorrer pela não garantia de acesso à internação", diz o documento, acrescentando:

"Diante do exposto, o Conass considera a necessidade de imediatas decisões nacionais, tais como o reconhecimento da nova onda, e o apoio do Ministério da Saúde à estruturação dos Estados e Municípios para fazer face à nova expansão que já está estabelecida."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos