Secretaria divulga protocolos de segurança para a Semana da Pátria

A Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP/DF) detalhou como será o esquema de segurança para a festa de 7 de Setembro – Dia da Independência – na capital federal, prevista para começar às 8h. O protocolo de ações inclui intervenções no trânsito,  policiamento, atendimentos de emergência e registros de ocorrências, além de listar os tipos de objetos que terão circulação proibida nos locais da festa.

Segundo a secretaria, câmeras de vídeo estarão espalhadas em locais estratégicos da área central de Brasília para fornecer imagens em tempo real. Haverá também monitoramento de redes sociais, que contarão com a ajuda de profissionais da área de inteligência.

“As imagens e informações serão enviadas ao Centro Integrado de Operações de Brasília (Ciob), da SSP/DF, que, além de poder reunir 29 órgãos e agências, contará com a participação de representantes das entidades envolvidas que poderão fazer ajustes no planejamento prévio, a partir de análises de imagens e cenários”, explicou a SSP.

Estão previstas ações preventivas em todos os atos planejados para o 7 de Setembro, bem como para antes e depois da data. “Temos vasta experiência em atuações em manifestações públicas e eventos de grande porte. Instalaremos, inclusive, um gabinete de gestão estratégica para garantir a segurança e a ordem pública, necessárias para que todos exerçam o direito de se manifestar pacificamente”, disse o secretário de Segurança Pública, Júlio Danilo.

Fechamento da Esplanada

O protocolo prevê o fechamento da Esplanada dos Ministérios “a partir da alça leste da Rodoviária do Plano Piloto, até a via L4” a partir do dia 6. As vias serão liberadas para o trânsito de veículos no dia 7, após avaliação técnica que será feita quando terminarem o desfile e demais atos previstos.

“A previsão de fechamento da Esplanada para o trânsito de veículos deverá ocorrer no dia anterior ao desfile cívico, mas dependendo das circunstâncias, esse fechamento pode ser antecipado”, disse o secretário.

Segundo ele, haverá, antes do dia 7, intervenção pontual na via N1, que será parcialmente fechada para o treinamento do desfile, no sábado (3), a partir das 7h até a conclusão do ensaio.

A secretaria acrescenta que rodovias distritais e federais serão monitoradas “diuturnamente”, durante o período, por órgãos de trânsito locais e pelas polícias Federal e Rodoviária Federal. Entre os locais a serem observados estão os pontos de chegada de caravanas. Participantes que chegarem à Esplanada de ônibus deverão desembarcar “exclusivamente” na alça leste da Rodoviária do Plano Piloto.

Estacionamentos e segurança

Quem for de carro ao desfile terá como opções os estacionamentos do Setor Hoteleiro Norte, do Palácio do Buriti e do Tribunal de Contas do Distrito Federal e Territórios.

Está prevista a instalação de uma estrutura chamada Cidade da Segurança em frente ao Museu da República, para ajudar na mobilidade e no apoio das forças de segurança e de outros órgãos. Também será montado um ponto de atendimento médico no local e em outros dois da Esplanada, próximos ao Ministério da Previdência e à Catedral.

Uma plataforma de observação elevada, com câmeras de longo alcance e de alta resolução, será instalada no local pelo Corpo de Bombeiros “para melhor observação das imediações”. O policiamento será reforçado, inclusive, para montar linhas de revista em diversos pontos de acesso.

Objetos proibidos

“Não será permitido portar objetos perfurantes ou cortantes, como vidros, fogos de artifício, hastes para bandeiras e qualquer outro material que possa causar ferimentos. Outra restrição é o uso de drones sem autorização no espaço aéreo da Esplanada”, disse o chefe do Departamento Operacional da Polícia Militar do DF (PMDF), coronel Naime.

O acesso à Praça dos Três Poderes será restrito a partir da Avenida José Sarney. “O Congresso Nacional, ministérios da Justiça e Segurança Pública e das Relações Exteriores, além do Supremo Tribunal Federal (STF) e Tribunal Superior Eleitoral (TSE) serão protegidos pelo policiamento. Além do reforço da segurança pela PMDF, os prédios públicos contarão com segurança própria”, detalha o protocolo.

Ambulantes

Ambulates com autorização para trabalhar durante o evento serão colocados na via de ligação entre a N1 e a S1, em frente à Catedral. Eles foram cadastrados a partir de um chamamento público feito pela Secretaria de Cidades. Não será permitida a instalação de ambulantes fora da área estabelecida.

Manifestações

Manifestações populares estão previstas para ocorrer a partir das 13h. Manifestantes pró-governo ficarão na Esplanada dos Ministérios. Já os contrários ao governo ficarão no estacionamento da Torre de TV, ao lado da Praça das Fontes.

Eventuais ocorrências policiais serão centralizadas na 5ª Delegacia de Polícia, responsável pela área. A unidade policial e a Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA) também disponibilizarão equipes de atendimentos.