Secretaria de Educação vai convocar 600 aprovados para a rede estadual até junho, para suprir falta de professores

A Secretaria Estadual de Educação (Seeduc) deve convocar 600 profissionais da educação aprovados em concursos de 2013 e 2014 até junho, para suprir parte da carência da rede estadual até junho.

Na noite desta segunda-feira, em reunião de secretários, a comissão que fiscaliza o Regime de Recuperação Fiscal (RRF) foi favorável à convocação de 600 profissionais da educação. À época da elaboração do plano, a Seeduc solicitou que fosse incluído uma ressalva que permitia a convocação de 600 servidores sem ferir a integridade do regime.

O chamamento ainda precisa ser autorizado pelo governador e sacramentado em publicação no Diário Oficial, que deve ser feita nos próximos dias, segundo a pasta. Os futuros servidores, antes de empossados, devem passar pela perícia médica estadual.

A expectativa é que todos os novos concursados entrem para regimes de 16h, com possibilidade de ingresso para 30h, uma das principais demandas da categoria. A distribuição dos novos servidores seguirá o nível de vacância de acordo com a localidade — na Região Metropolitana, por exemplo, há falta de professores de Portugues, enquanto as regiões Norte e Noroeste carecem de professores de Artes.

Apesar de atender à demanda de rede estadual, a entrada de 600 novos professores supre apenas 10% da carência total, de cerca de 6 mil profissionais. A Seeduc informou que já estuda, junto à Casa Civil, a possibilidade de expandir o número de convocados.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos