Secretaria nega pedido de mãe de Henry para deixar cadeia e acompanhar enterro do pai

·2 minuto de leitura
Monique segue detida por participação na morte de Henry - Foto: Agência Brasil
Monique segue detida por participação na morte de Henry - Foto: Agência Brasil
  • Monique Medeiros pediu permissão para deixar o presídio e acompanhar o velório do pai

  • O pedido foi negado, sob justificativa de que o pai da mulher havia morrido de Covid-19

  • A mãe de Henry segue presa preventivamente por participação na morte do próprio filho

Monique Medeiros, mãe do garoto Henry Borel, não pôde acompanhar o enterro de seu pai, Fernando José Fernandes Costa e Silva. A Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (Seap) negou o pedido da mulher para deixar momentaneamente a cadeia durante a cerimônia.

O enterro de Fernando aconteceu no início da tarde desta terça-feira no cemitério do Murundu, em Realengo, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Leia também

Segundo o jornal Extra, a Seap explicou que negou o pedido de Monique pois Fernando morreu por complicações da Covid-19. Pela capacidade infecciosa do vírus, o protocolo diz que não deve haver velório nestes casos.

Além disso, a própria Monique assinou termo em 8 de abril, data de sua entrada no sistema prisional, declarando receio sobre a própria integridade física. Por isso, era “altamente desrecomendada” sua exposição a ambiente coletivo.

Pai de Monique morreu por complicações da Covid-19 - Foto: Reprodução
Pai de Monique morreu por complicações da Covid-19 - Foto: Reprodução

Os advogados de Monique tentaram a liberação da mulher com base no artigo 120 da Lei de Execuções Penais, que afirma que os condenados que cumprem pena em regime fechado ou semiaberto e os presos provisórios podem obter permissão para sair do estabelecimento, mediante escolta, quando ocorrer a morte ou doença grave do cônjuge, companheira, ascendente, descendente ou irmão.

A mãe de Henry está presa preventivamente, assim como seu namorado, o ex-vereador Dr. Jairinho, por envolvimento na morte da criança. Eles são acusados de tortura e homicídio triplamente qualificado, além de coação no curso do processo e fraude processual.

Morte do avô de Henry

Avô materno de Henry Borel, Fernando José Fernandes da Costa e Silva morreu na noite do último domingo (11), vítima de complicações da Covid-19.O idoso era funcionário civil da Aeronáutica.

A informação da morte do idoso foi confirmada pelos advogados de Monique. Eles foram os responsáveis por informar a mulher sobre o ocorrido no Instituto Penal Ismael Sireiro, em Niterói, onde ela está presa.

Fernando estava internado em um hospital particular em Bangu, Zona Oeste do Rio, próximo à casa onde vivia com a esposa, Rosângela Medeiros da Costa e Silva, e o filho mais novo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos