Secretaria de Segurança de SP firma acordo com a PF para intercâmbio de dados

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo assinou nesta quinta-feira (1º) um acordo de cooperação técnica com a Polícia Federal para a troca de informações e intercâmbio de dados criminais.

Com isso, as polícias de São Paulo terão acesso aos sistemas nacionais de armas, de informações criminais, de passaportes e de registro nacional migratório.

Em contrapartida, a Polícia Federal também terá acesso ao Detecta, plataforma que integra bancos de dados das polícias, e ao Sistema de Legitimação à Distância (Lead), que permite que todas as delegacias cadastrem e solicitem identificações por impressão digital.

O objetivo é contribuir para a prevenção e repressão da criminalidade no Brasil.

O convênio prevê que a PF e as polícias paulistas concedam até cem autorizações de acesso, cada uma, aos respetivos sistemas. Os policiais escolhidos receberão treinamento e a cooperação terá validade de 60 meses.

As despesas de implantação do acordo, como pessoal, deslocamentos e comunicação, serão pagas por cada instituição.