Mario Frias faz viagem de R$ 39 mil aos EUA para falar de projeto audiovisual

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
O secretário especial de Cultura, Mario Frias. Foto: Andressa Anholete/Getty Images.
O secretário especial de Cultura, Mario Frias. Foto: Andressa Anholete/Getty Images.
  • Mario Frias ficou apenas três dias em Nova York

  • Encontro foi com lutador de jiu-jitsu Renzo Gracie

  • Maior parte foi gasta em passagem, segundo Portal da Transparência

Mario Frias, secretário epecial de Cultura do governo federal, fez uma viagem oficial a Nova York entre os dias 15 e 18 de dezembro de 2021 que custou R$ 39 mil aos cofres públicos.

De acordo com o Portal da Transparência, o secretário viajou aos Estados Unidos para participar da discussão de um projeto de audiovisual com o lutador de jiu-jitsu Renzo Gracie.

As informações foram publicadas inicialmente pelo blog do Lauro Jardim, no jornal O Globo.

Ainda segundo o Portal da Transparência, o lutador convidou Frias para apresentar um “projeto cultural envolvendo produção audiovisual, cultura e esporte".

Os valores mais altos foram gastos em passagens aéreas: o bilhete de ida de Brasília a Nova York ficou em R$ 13 mil, mesmo valor da volta, totalizando R$ 26 mil.

Em seguida, o maior gasto foi em diárias, que servidores têm direito durante viagens oficiais, que custaram um total de R$ 12,7 mil.

Por fim, o valor do seguro, que ficou em R$ 305.

A Secretaria de Cultura ainda não se posicionou sobre a viagem de Frias.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos