Segredos de caças russos podem estar nas mãos dos EUA

Caças russos do tipo Sukhoi Su-35 se apresentam em desfile. Foto: REUTERS/Maxim Shemetov
Caças russos do tipo Sukhoi Su-35 se apresentam em desfile. Foto: REUTERS/Maxim Shemetov
  • Aeronave foi abatida por forças ucranianas

  • Caças russos podem dar pistas sobre capacidades da Rússia

  • Outro caça já havia sido abatido

Os Estados Unidos e o Reino Unido conseguiram recuperar partes do caça russo Sukhoi Su-35, que foi abatido pelo exército da Ucrânia. Entre os itens estão recursos eletrônicos importantes, incluindo a mira de longo alcance da aeronave, que é uma das mais avançadas da Rússia.

As agências de inteligência dos Estados Unidos têm interesse no o sistema infravermelho e de busca e rastreio de alvos, o IRST OLS-35, para conseguir, assim, comprovar as reais capacidades do dispositivo e detectar possíveis deficiências.

Outro recurso que pode estar nas mãos das nações ocidentais são o radar de missão e os sistemas de guerra eletrônica do Su-35.

Com a queda do caça, a maior parte dos componentes foi danificada, mas os destroços ainda podem fornecer informações para a inteligência norte-americana.

Outro caça abatido nas proximidades de Kiev, o Su-34, nos primeiros dias do conflito, também forneceu mais pistas sobre as capacidades da frota russa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos