Seguidores de Bolsonaro criticam Luciano Huck por post sobre armamento

JOELMIR TAVARES
1 / 1
Seguidores de Bolsonaro criticam Luciano Huck por post sobre armamento

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O apresentador Luciano Huck, que quase foi pré-candidato à Presidência da República e tem se mantido neutro publicamente durante a corrida eleitoral, foi criticado por seguidores em redes sociais após uma publicação vista como crítica indireta a Jair Bolsonaro (PSL).

O comunicador e empresário compartilhou em sua conta no Instagram o vídeo de um tiroteio em Miami, no Estados Unidos, feito por uma testemunha, e escreveu: "Deve ser terrível morar em um país onde você pode testemunhar tiroteios e ainda ser vítima de uma bala perdida".

Seguidores enxergaram o comentário como uma ironia à proposta de Bolsonaro de facilitar o porte de arma. Boa parte disse a Huck que no Rio de Janeiro, onde ele mora, a situação já ocorre, com a diferença que no Brasil autores ficam impunes.

Outras pessoas usaram a caixa de comentários para se posicionar contra o candidato do PSL, usando a hashtag #EleNão. Foram rebatidos com #EleSim, dos eleitores do deputado federal.

Huck já afirmou publicamente simpatizar com Marina Silva (Rede) e Geraldo Alckmin (PSDB), mas os dois presidenciáveis estão com percentuais baixos nas pesquisas de intenção de voto.

Para interlocutores, o apresentador tem demonstrado preocupação com o cenário para o segundo turno, já que defendia a ascensão de uma candidatura de centro.

Ao mesmo tempo, o apresentador, que doou mais de R$ 250 mil para postulantes do PPS ao Legislativo, tem conversado com candidatos a deputado que ele apoia. Sua vontade é ajudar a promover alguma renovação parlamentar.