Segunda pessoa é detida por atentado com caminhão em Estocolmo

No atentado, depois de atropelar várias pessoas, o veículo se chocou com uma loja

Uma pessoa foi detida no âmbito da investigação do atentado com caminhão em 7 de abril em Estocolmo, anunciou a polícia, que não explicou seus vínculos com o principal suspeito já detido.

O atentado deixou quatro mortos - dois suecos, um britânico e uma belga —, que foram atropelados na principal avenida da capital sueca.

O ataque não foi reivindicado por nenhum grupo.

Um uzbeque de 39 anos, Rajmat Akilov, confessou que dirigia o caminhão roubado que avançou contra a multidão em 7 de abril. Os investigadores procura eventuais cúmplices, mas não revelaram detalhes sobre a pessoa detida.

A detenção aconteceu no domingo.

Akilov, em situação irregular no país desde junho de 2016, quando um pedido de permissão de residência foi rejeitado, demonstrou "interesse pelos grupos extremistas, entre eles o Estado Islâmico", segundo os investigadores.