Segunda turma do STF rejeita denúncia contra Ciro Nogueira

·1 minuto de leitura

BRASÍLIA— A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou por três votos a dois uma denúncia feita pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o atual ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira. A PGR havia acusado Ciro Nogueira e outros dois membros do Partido Progressistas, deputado Eduardo da Fonte (PP-PE) e o ex-deputado Márcio Junqueira, de obstruir investigações contra eles no âmbito da Lava-Jato.

O ministro relator do tema na Corte, Edson Fachin votou a favor de receber a denúncia da PGR e foi acompanhado pela ministra Cármen Lúcia, mas acabou derrotado. Votaram contra o recebimento da denúncia os ministros Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Nunes Marques.

Em nota, a defesa de Ciro Nogueira afirmou que "sempre confiou que o Supremo Tribunal Ferderal não iria instaurar um processo criminal por absoluta falta de qualquer indício de ilicitude, baseado somente na palavra de um delator".

Segundo a defesa, o inquérito a respeito do tema foi construído quando "a criminalização da política era a tônica no Brasil."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos