Segunda vacina contra covid-19 vai para fase 2 de testes em Cuba

·2 minuto de leitura
O técnico Yoel Hernandez mostra uma vacina no Instituto Finlay de Vacinas, em Havana, em 20 de janeiro de 2021

O projeto de vacina contra a covid-19 Abdala se tornou nesta segunda-feira (1º) o segundo dos quatro que Cuba está desenvolvendo a passar para a fase 2 dos testes clínicos, anunciou a televisão local.

Cerca de “800 voluntários saudáveis ou com patologias compensadas, de 19 a 80 anos”, participam da segunda etapa dos ensaios clínicos da Abdala, que começaram nesta segunda em Santiago de Cuba, informou o noticiário local, após destacar que durante a primeira fase a vacina "revelou uma resposta imunológica positiva".

Abdala, que leva o nome de um poema dramático do herói cubano José Martí, é um dos dois projetos do Centro de Engenharia Genética e Biotecnologia de Havana.

A outra é Mambisa (nome dado à mulheres cubanas durante a luta pela independência no século XIX), ainda em fase 1 e a única das quatro que é administrada por meio de um spray nasal.

O Instituto Finlay de Vacinas (IFV) de Havana, por sua vez, está trabalhando em outros dois projetos: Soberana 1, que iniciará sua segunda fase de testes clínicos este mês, e Soberana 2, o mais avançado dos quatro, atualmente na fase 2B.

O diretor do IFV, Vicente Vérez, disse em 22 de janeiro que Cuba tem "capacidade para fabricar 100 milhões de doses" da Soberana 2 em 2021, e que o objetivo é lançar a campanha de imunização no primeiro semestre deste ano.

Cuba, com 11,2 milhões de habitantes, ultrapassou os 1.000 infectados diários pela covid-19 pela primeira vez no domingo.

No entanto, mantém uma baixa taxa de mortalidade desde o início da pandemia, em março, com um total de 216, entre 27.592 infecções.

Para conter a disseminação do coronavírus, as autoridades cubanas implementaram cerca de 50 medidas de prevenção em Havana e outras províncias desde 14 de janeiro, incluindo o fechamento de escolas, restaurantes, bares e praias, assim como a suspensão do transporte público à noite.

Neste fim de semana, foi anunciado que todas as pessoas que entrarem no país a partir de 6 de fevereiro deverão se isolar em hoteis ou centros de confinamento após passarem por um teste PCR no aeroporto.

rd/lp/yow/ic/mvv