Segundo pintor se apresenta em delegacia e é preso por morte de idosa e diarista

A Polícia Civil prendeu, na noite de sexta-feira, o pintor William Oliveira Fonseca, de 23 anos, contra o qual havia um mandado de prisão por roubo e outro por roubo seguido de morte, extorsão e incêndio. Segundo as investigações da Delegacia de Homicídios da Capital (DHC), na tarde de quinta-feira, dia 9, por volta das 13h30min, William Oliveira e Jhonatan Correia Damasceno invadiram o apartamento da idosa Martha Maria Lopes Pontes, na Avenida Ruy Barbosa, no Flamengo, para roubar a proprietária.

No imóvel, também se encontrava a diarista Alice Fernandes da Silva. De acordo com a Polícia Civil, após renderem as duas vítimas, eles as amarraram e amordaçaram, impedindo qualquer chance de defesa. Em seguida, Jonathan saiu da residência de Martha para descontar os cheques no banco, enquanto William permaneceu com as vítimas no imóvel, mantendo-as como reféns. Depois de conseguir descontar os cheques, Jhonatan avisou a William que estava retornando ao imóvel. Juntos, mataram as vítimas e atearam fogo no apartamento antes de saírem.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos