Segundo turno começa com 'jogo sujo' vinculando Bolsonaro à maçonaria e Lula ao satanismo

O início do segundo turno das Eleições 2022 ficou marcado por acusações de satanismo envolvendo o candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e pelo compartilhamento de um suposto vídeo vinculando o presidente Jair Bolsonaro (PL) à maçonaria