Segundo turno da eleição para o Senado na Geórgia já tem mais de 1,1 milhão de votos

Jason Lange
·1 minuto de leitura
.

Por Jason Lange

WASHINGTON (Reuters) - Mais de 1,1 milhão de moradores do Estado norte-americano da Geórgia já votaram no segundo turno da eleição para o Senado federal, que determinarão qual partido vai controlar essa Casa do Congresso e com ela o destino de grande parte da pauta do presidente eleito, Joe Biden, mostraram dados estaduais desta sexta-feira.

A disparada no comparecimento depois de quatro dias de votação antecipada presencial e cerca de quatro semanas de votação pelo correio mostrou que a participação do eleitorado nas duas disputas está a caminho de rivalizar os recordes estabelecidos pela corrida de novembro, na qual Biden derrotou o presidente republicano, Donald Trump.

Dados estaduais publicados nesta sexta-feira apontaram que o número de cédulas aceitas até a quinta-feira ficou um pouco abaixo do total de 1,2 milhão registrado na mesma altura da votação antecipada para a eleição presidencial de 3 de novembro, que somou um total de 5 milhões.

A votação dos segundos turnos para o Senado, que acontecem porque nenhum candidato obteve 50% de apoio, termina no dia 5 de janeiro.

A vitória apertada de Biden na Geórgia no mês passado em meio a um comparecimento recorde sublinhou a transformação do Estado do sul, que era um bastião republicano e se tornou um dos campos de batalha eleitoral mais competitivos do país.