Segurança de Joe Biden é reforçada com sua proximidade da vitória

·1 minuto de leitura
Policiais do Serviço Secreto próximo de Joe Biden, em Monaca, Pensilvânia, em 2 de novembro de 2020
Policiais do Serviço Secreto próximo de Joe Biden, em Monaca, Pensilvânia, em 2 de novembro de 2020

O Serviço de Proteção do presidente dos Estados Unidos e de funcionários de alto escalão do governo aumentará o número de agentes em torno de Joe Biden - noticiou o jornal "The Washington Post" nesta sexta-feira (6), no momento em que o candidato democrata à Casa Branca parece estar mais perto da vitória.

O Serviço Secreto reforçará seu pessoal em Wilmington, Delaware, depois que a equipe de campanha de Biden disse a esta agência federal que permanecerá no Centro de Convenções de Wilmington, a cidade onde vive seu candidato.

É dessa base que o  democrata deve pronunciar um importante discurso nesta sexta.

A agência federal protegeu Biden quando ele era vice-presidente e, novamente, desde março passado, de acordo com a emissora CNN, quando ele ganhou as primárias presidenciais de seu partido.

Essa proteção é comum para candidatos à Casa Branca. Não é tão imponente quanto o dispositivo que funciona para o próprio presidente, mas se torna semelhante se o candidato vence as eleições e se torna "presidente eleito", até sua posse, em 20 de janeiro.

ico/leo/ll/lda/tt