Segurança de miliciano é preso quando dirigia carro de aplicativo

Policiais da 15ª DP, na Gávea, prenderam Thiago Henrique Almeida Viana, que seria segurança do miliciano Leandro Xavier da Silva, conhecido como Playboy de Curicica, de acordo com a Polícia Civil. A ação aconteceu na última sexta-feira, dia 10.

Despedida: Diarista assassinada com idosa é enterrada no Rio: 'Ela tinha um coração enorme', diz viúvo

Suspeito: Justiça decreta prisão de segundo pintor por morte de idosa e diarista do Rio

Latrocínio: Idosa foi forçada a autorizar, por telefone, saques em sua conta no banco, antes de ser morta

Thiago foi abordado pelos policiais no bairro da Tijuca, na Zona Norte do Rio de Janeiro, enquanto trabalhava como motorista de aplicativo. Contra ele, havia um mandado de prisão preventiva pelo crime de constituição de milícia privada.

No mês passado, o PM Marcos Roberto França Junior, também segurança do miliciano de acordo com a corporação, foi detido em uma ação da Delegacia de Repressão a Ações Criminosas Organizadas (Draco) numa boate na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio.

Dengue tipo 2: Rio tem aumento de 300% no número de casos até o início de junho

Imagens daquele dia mostram o policial envolvido em umca confusão e dando um tiro para o alto, tumulto que, segundo os investigadores, foi causado para atrapalhar a ação policial e proteger comparsas do miliciano. Também foi possível ver o momento em que o próprio Leandro deixa a boate na ocasião, pouco antes da chegada da polícia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos