Seis morrem após aviões colidirem durante show aéreo no Texas

SÃO PAULO (Reuters) - Seis pessoas morreram depois que dois aviões militares antigos colidiram no ar no sábado e caíram em chamas diante de multidões que vieram para assistir às aeronaves voando em um show aéreo comemorativo da Segunda Guerra Mundial em Dallas, no Texas, disseram autoridades neste domingo.

Ninguém no solo ficou ferido e os nomes das vítimas não foram divulgados.

"As autoridades continuarão trabalhando hoje na investigação e identificação dos mortos", disse o juiz Clay Jenkins, chefe eleito do condado do Texas. "Por favor, orem por suas famílias e por todos os envolvidos."

O acidente envolveu aviões da época da Segunda Guerra Mundial - um bombardeiro Boeing B-17 Flying Fortress e um caça Bell P-63 Kingcobra - que voavam no Wings Over Dallas Airshow no Aeroporto Executivo de Dallas, informou a Administração Federal de Aviação (FAA, na sigla em inglês) em uma declaração.

Hank Coates, presidente-executivo da Commemorative Air Force, um grupo dedicado à preservação de aeronaves de combate da Segunda Guerra Mundial, disse que o B-17 normalmente tem uma tripulação de quatro a cinco pessoas.

O P-63 é tripulado por um único piloto, acrescentou Coates, mas ele não disse quantas pessoas estavam a bordo da aeronave no momento do acidente.

Vídeos publicados nas redes sociais mostram as duas aeronaves colidindo e caindo no chão, engolidas pelas chamas.

Cenas de um vídeo ao vivo com vista aérea mostram detritos das aeronaves espalhados em um pedaço de grama queimada.

Tanto a FAA quanto o Conselho Nacional de Segurança de Transporte (NTSB, na sigla em inglês) dos EUA iniciaram investigações.

(Reportagem de Rich McKay em Atlanta)