Seleção Olímpica: com a classificação para Tóquio, clubes podem perder peças importantes durante o Brasileirão e Libertadores

Atual campeão olímpico, o Brasil confirmou sua participação em Tóquio-2020após vencer a Argentina por 3 a 0 neste domingo. Com a vaga carimbada através do pré-olímpico sul-americano, disputado na Colômbia, começam as especulações dos possíveis convocados para disputar o ouro. Já que o Brasileirão não para durante os Jogos Olímpicos, alguns clubes podem perder jogadores importantes por algumas rodadas. Jogos decisivos das competições internacionais e da Copa do Brasil também acontecem nesse período.

Durante os Jogos Olímpicos serão disputadas duas rodadas do Brasileirão, as oitavas de final da Libertadores e da Sul-Americana. Nesse período também acontece os jogos de volta das quartas de final e os de ida da semifinal da Copa do Brasil.

Os atletas sub-23 que forem convocados devem se apresentar em julho, e irão desfalcar seus respectivos times por várias rodadas. Os clubes, por sua vez, podem não liberar os jogadores. Por não se tratar de uma data FIFA, a liberação não é obrigatória.

Na Europa, onde jogam a maior parte dos possíveis convocados, os clubes estarão no início da temporada durante o período dos Jogos Olímpicos.

Veja a lista de atletas com idade olímpica e potencial de convocação

Brasil

Guilherme Arana (Atlético-MG)

Pedro (Flamengo)

Gerson (Flamengo)

Thiago Maia (Flamengo)

Europa

Vinícius Júnior (Real Madrid)

Rodrygo (Real Madrid)

Eder Militão (Real Madrid)

Richarlisson (Everton)

Douglas Luiz (Aston Villa)

Douglas Augusto (PAOK)

Gabriel Martinelli (Arsenal)

Gabriel dos Santos (Lille)

Ibañez (Roma)

Ayrton Lucas (Spartak Moscou)

Wendel (Sporting)

Renan Lodi (Atlético de Madrid)

Emerson Royal (Betis)

Gabriel Jesus (Manchester City)

David Neris (Ajax)

Lyanco (Torino)