Seleção 'testa' pagode do hexa, mas não deixa funk de lado

"A vitória demora mas vem", de autoria de Juninho Thybau, não será a única a concorrer como a canção a embalar a campanha pelo hexa da seleção brasileira. Os jogadores, de forma natural, tem mantido em dia na playlist do vestiário alguns funks, entre eles "Chapadinha na Gaveta", de Gabily e Vanessa Lopes, a primeira ex-affair de Neymar.

- Chapadinha é maneiro - disse Rodrygo, atacante responsável por ajudar a animar a cantoria nas horas vagas da seleção.

Ele admitiu que o samba é o gênero musical que domina o vestiário, mas tem espaço para o funk. Os jogadores receberão a canção de Juninho Thybau para tentar tocar também e se familiarizar coma música, que é da preferência de nomes como Daniel Alves.

As dancinhas, sobretudo com letras de funk por trás, ficam a cargo de Neymar, Vini Jr e Paquetá. Do trio, quem mais se arrisca no samba é justamente Paquetá. Que é quem leva mais jeito para a coisa.