Sem acordo, Paes decide manter encampação da Linha Amarela; nova licitação será feita

·1 minuto de leitura

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, decidiu manter a decisão de encampar a Linha Amarela e fazer outra licitação para escolher uma nova concessionária para administrar a via expressa. Conforme informou Ancelmo Gois em sua coluna no GLOBO, a Justiça tinha dado prazo até o dia 27 de fevereiro para que a Prefeitura e a concessionária Lamsa chegassem a um acordo — o que não ocorreu — ou fosse mantida a encampação. O prefeito queria R$ 3 de pedágio, e a concessionária, que alega ter direito a cobrar R$ 7,5, admitia reduzir a R$ 6.

A decisão de encampar a Linha Amarela, suspendendo a atuação da Lamsa, foi tomada pelo ex-prefeito Marcelo Crivella em 2019. O caso foi parar na Justiça, que chegou a proibir a encampação da via expressa em novembro daquele ano. A prefeitura recorreu ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), que deu decisão favorável à administração municipal no fim do ano passado, permitindo a encampação.