Sem citar Lula ou Bolsonaro, Zema é confirmado como candidato à reeleição em Minas Gerais

O governador Romeu Zema foi confirmado como candidato à reeleição em Minas Gerais em convenção do partido Novo, realizada na manhã deste sábado em Belo Horizonte. Sem mencionar Lula ou Bolsonaro, o governador fez um discurso estratégico para os correligionários. O governador está tentando se equilibrar e busca apoio entre apoiadores dos dois líderes da corrida presidencial.

Em seu discurso, Zema defendeu que o partido saia do isolamento e busque apoio de outras siglas.

— Nunca abriremos mão de nossos valores, mas temos de rever alguns procedimentos internos — afirmou.

Ele acrescentou:

— A situação de 2018 não se repetirá, porque nós fomos um avião invisível que nenhum radar detectou, e agora a artilharia está voltada. Temos de ter mais cuidado na forma de levar adiante o que naquela situação funcionou e agora não (pode funcionar). Sermos um partido isolado, um partido distante, não é o que vai trazer melhor resultado.

O nome do vice de Zema ainda está em aberto. A preferência é por Eduardo Costa, do Cidadania, que foi mencionado na convenção deste sábado. Para confirmar a chapa, é preciso aguardar a convenção estadual da federação PSDB-Cidadania. Os tucanos já haviam lançado a pré-candidatura de Marcus Pestana ao governo estadual. Caso essa opção não se concretize, haverá uma solução “caseira” e o vice será Mateus Simões, do próprio Novo, em uma chapa puro sangue.

O deputado federal Marcelo Aro, do PP, será o candidato ao Senado pela chapa. Para essa confirmação, ainda é preciso aguardar a convenção do PP.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos