Sem cumprir compromisso feito em 2018, Bolsonaro volta a prometer correção da tabela do Imposto de Renda

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Quatro anos após prometer aumentar a isenção de Imposto de Renda (IR) para quem ganha até cinco salário mínimos, o presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira que "está acertado" que a tabela será corrigida no próximo ano. Bolsonaro, no entanto, não afirmou qual seria o valor da correção. Durante o seu mandato, o presidente reforçou diversas vezes a promessa, dizendo que queria estabelecer a isenção no mínimo em R$ 3 mil, mas não cumpriu o compromisso até agora.

Durante a campanha eleitoral de 2018, o então candidato falou em estabelecer a isenção para quem ganhasse até cinco salários mínimos — o que, na época, equivalia a quase R$ 5 mil. Atualmente, a isenção é de R$ 1.903,98. Depois do início do governo, Bolsonaro passou a falar que gostaria reajustar a tabela para no mínimo R$ 3 mil, mas mesmo assim não cumpriu a promessa.

Nesta terça, em entrevista à rádio Guaíba, Bolsonaro culpou a pandemia de Covid-19 por não ter feito a atualização, mas disse que conversou com o ministro da Economia, Paulo Guedes, e que acertou uma correção para o próximo ano.

— Havia um compromisso nosso de mexer na tabela, buscar uma atualização. Veio a pandemia, aí foi uma desgraça para a gente. Assim como muitas coisas, algumas coisas não consegui botar para frente. Já está conversado com o Paulo Guedes, vai ter atualização da tabela de Imposto de Renda para o próximo ano, está garantido já. Não sei o percentual ainda, mas vamos começar a recuperar isso daí, porque está virando na verdade o imposto de renda um redutor de renda, e não uma tabela.

A defasagem da tabela no governo Bolsonaro está acumulada em 26,6% até junho de 2022, de acordo com estudo feito pelo Sindifisco Nacional, que representa os auditores-fiscais da Receita Federal.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos