Sem curta nem documentário, Brasil está fora da disputa no Oscar 2023

Nenhuma produção brasileira foi contemplada entre os indicados ao Oscar 2023. "Sideral", de Carlos Segundo, estava na lista dos pré-indicados à categoria de Melhor Curta-Metragem, mas acabou fora. "O território", do americano Alex Pritz — e uma coprodução entre Estados Unidos, Brasil e Dinamarca —, também figurava na pré-lista de indicados a Melhor Documentário, mas ficou fora da disputa.

Oscar 2023: Confira a lista completa dos indicados

Sem diretoras: Após duas vitórias consecutivas, Oscar 2023 volta a não ter mulheres na disputa de melhor direção

'Sideral'

Produção do Rio Grande do Norte, "Sideral" esteve na lista de pré-indicados à categoria de Melhor Curta-Metragem, mas ficou fora da competição. O filme é uma ficção científica que conta a história do lançamento do primeiro foguete tripulado brasileiro, na base aérea de Natal, mostrando como isso afetou a vida de uma mulher, seu marido e seus dois filhos.

O filme foi exibido na mostra competitiva do Festival de Cannes de 2021 e desde lá vem colecionando participações em eventos internacionais. Ao todo, foram 125 participações em festivais e 66 prêmios. Carlos Segundo é um importante nome do cinema nacional contemporâneo. No ano passado, seu novo curta, "Big bang", conquistou o Leopardo de Ouro do conceituado Festival de Locarno.

'O território'

Coprodução entre Estados Unidos, Brasil e Dinamarca, "O território" traça um panorama geral da realidade da tribo Uru-Eu-Wau-Wau, em Rondônia, nos últimos anos. O filme era um dos pré-indicados à categoria Melhor Documentário, mas também acabou fora da lista de indicados.

Premiado no Festival de Sundance do ano passado, o filme já está disponível para streaming no Brasil, na plataforma Disney+. Recentemente, o ator e produtor Leonardo DiCaprio compartilhou um post sobre o filme em suas redes sociais. Ele publicou até uma foto ao lado do indígena brasileiro Bitaté Uru-Eu-Wau-Wau, um dos personagens centrais da história. Na imagem também aparece o produtor Darren Aronofsky, envolvido no projeto.