Sem desânimo, Luccas Claro quer retomar titularidade: 'Sigo motivado'

Joel Silva


Com poucas oportunidades em 2019, apenas dois jogos, Luccas Claro iniciou a temporada tendo a missão de buscar o seu espaço no Fluminense. As chances apareceram logo nos primeiros compromissos, já que Nino estava disputando o Pré-Olímpico com a Seleção Brasileira Sub-23 e Digão ainda tinha vínculo com o Cruzeiro.

O zagueiro não comprometeu e começou 2020 como titular. Primeiro formando dupla de zaga com Matheus Ferraz e depois com o próprio Digão. Além de defender o gol tricolor, Luccas Claro balançou as redes por três vezes, sendo o quarto artilheiro do time, perdendo apenas para Nenê, Marcos Paulo e Evanilson.

Apesar do bom momento, o retorno de Nino fez com que Luccas Claro perdesse a vaga no time. Depois, com Digão lesionado, viu Matheus Ferraz assumir a titularidade. Desde a última partida, empate sem gols contra o Unión La Calera, no Chile, o zagueiro acompanha do banco de reservas os últimos seis jogos, porém sem desanimar. Em entrevista ao LANCE!, o jogador avaliou o começo de ano e está confiante de que terá novas oportunidades.

- Foi realmente um excelente início de temporada. Tenho certeza de que sempre dei e sigo dando o meu melhor pelo Fluminense. O treinador faz as escolhas que julga serem mais benéficas para a equipe. Estou pronto para contribuir quando ele julgar necessário e sigo motivado e com a cabeça erguida. Todos têm e terão suas oportunidades.

Sem futebol por conta da pandemia de coronavírus, Luccas Claro está de férias, assim como todo o departamento de futebol do Fluminense. Para superar o momento difícil de isolamento, o zagueiro se apega a sua família e tenta ter uma rotina ativa em casa.

- Estou aproveitando o tempo para ficar com a família, curtir meu filho que ainda é pequeno, dar atenção às coisas que normalmente a rotina impede que façamos. Procuro me manter ocupado com atividades físicas, brincadeiras com o meu filho, programas em família, essas coisas.

Ainda sem previsão da bola voltar a rolar, Luccas Claro opinou sobre o momento do time, que venceu com autoridade o Vasco, por 2 a 0, em seu último compromisso antes da paralisação. Para o zagueiro, a equipe vai perder um pouco de conjunto, mas nada que não seja resolvido rapidamente.

- Acredito que consigamos seguir na mesma linha de futebol, porém com menos entrosamento e ritmo de jogo, é claro, pelo tempo que ficaremos sem treinos coletivos. Mas com a dedicação de todos, vamos recuperar rapidamente.

Luccas Claro tem 29 anos e soma 10 jogos com a camisa tricolor. Seu contrato com o Fluminense termina no fim de dezembro.

BATE-BOLA COM LUCCAS CLARO

Você, assim como todo o elenco, está tirando "férias forçadas" devido a pandemia de coronavírus. Em tese, um momento de descanso, mas sem ter como sair de casa.Como está sendo encarado essa questão, estar de férias, mas sem poder curtir?



- Esse isolamento social pegou todos de surpresa, não esperávamos que a crise fosse realmente tão grave assim. Ao mesmo tempo que ficamos chateados de não poder aproveitar as férias como gostaríamos, é preciso ter consciência de que isso é o melhor a ser feito nesse momento, pensando no bem coletivo, das pessoas que amamos e de toda a sociedade. É preciso que nos afastemos agora para voltar mais fortes e unidos depois.

Neste período, a recomendação do clube em relação aos treinos é a mesma ou daria uma pausa nisso também?
- Existe uma recomendação, uma orientação, de manter exercícios e uma dieta balanceada. É preciso acreditar no bom senso e responsabilidade de cada atleta, para que, mesmo de férias, não se prejudique profissionalmente quando o futebol for normalizado.

Os clubes não entraram em acordo com os atletas sobre redução de salário neste momento sem futebol. Agora a negociação é individual. O Fluminense já o procurou neste sentido? Qual é o seu posicionamento sobre isso? Aceitaria a redução?
- Isso é algo que está sendo discutido entre todos os atletas e o clube. É um processo que ainda não está finalizado, mas em andamento. Estamos conversando para entrar num acordo que fique bom para todos os lados.

O Fluminense contratou jogadores para todas as posições, tirando a zaga, lateral-direita e gol. Isso mostra o respaldo que o clube tem o seu setor?
- Com certeza o grupo está muito forte e estamos cada vez mais unidos. Somos um grupo completo, de pessoas dedicadas e que têm força de vontade para fazer as coisas acontecerem. Acredito que o Fluminense esteja bem servido em todas as posições, isso faz de nós uma equipe forte e competitiva.

Qual é o balanço que você faz do Fluminense nos 15 jogos que disputou no ano?

- Tivemos um bom início de temporada, nosso time está muito encaixado. Ainda temos muitas coisas para corrigir e tenho certeza que o treinador vai seguir trabalhando isso quando voltarmos à normalidade. Acredito que tenham sido 15 bons jogos, em alguns saímos atrás, reagimos e buscamos o resultado, isso mostra a força do nosso grupo .