Sem festa, menos lixo: a vantagem de um Réveillon discreto no Rio de Janeiro

·1 minuto de leitura
Ano Novo na Praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, em 31 de dezembro de 2020

A pandemia de covid-19 obrigou o Rio de Janeiro a cancelar suas famosas festas de Ano Novo, mas isso trouxe benefícios para os garis e para o meio ambiente: nesta sexta-feira, primeiro dia de 2021, havia 89% menos lixo na praia de Copacabana do que no início de 2020.

O serviço municipal coletou 39 toneladas de lixo da praia icônica após a noite de virada, bem abaixo das 351 toneladas do ano passado, segundo a COMLURB.

Em toda a cidade, foram removidas 194 toneladas de lixo, 75% menos que há um ano, informou a mesma fonte.

O Rio costuma receber uma das maiores festas de Ano Novo do mundo e, na manhã seguinte, a orla fica tomada por dejetos.

Mas neste ano, as autoridades cancelaram inclusive a exibição de fogos de artifício sobre Copacabana.

jhb/yo/rsr/jc