Sem Fluminense, Ferj e clubes avançam rumo à redação final do protocolo de volta às partidas

Rubens Lopes, presidente da Ferj

Sem a participação do Fluminense, a Ferj e os clubes da Série A do Carioca tiveram uma reunião nesta terça-feira na qual avançaram rumo à conclusão da segunda fase do protocolo Jogo Seguro. A versão do documento visa ao retorno das partidas.

A Comissão Médica Provisória nomeada pela Ferj fará agora a redação final do documento que será chancelado pelo arbitral do Estadual, ainda sem data para ocorrer.

O protocolo legislará a respeito da operação das partidas. Isso envolve a forma com a qual os jogadores e comissões técnicas serão deslocados aos estádios, número de profissionais envolvidos nas partidas, posicionamento da imprensa, práticas de higienização nos locais dos jogos e outras questões operacionais.

O Fluminense não participou da discussão por não concordar com o movimento em prol da retomada das competições neste momento.

Os clubes e a Ferj, segundo sinalização da prefeitura, esperam que seja possível viabilizar a volta do futebol ainda neste mês de junho.