Sem João Lucas, Flamengo corre para ter Rafinha e evitar improvisação na Libertadores

Marcello Neves

O boletim médico divulgado pelo Flamengo, nesta segunda-feira, trouxe preocupação: o lateral-direito João Lucas foi diagonisticado com uma lesão na parte posterior da coxa esquerda e agora o rubro-negro não tem atletas aptos para atuar na posição. O problema das ausências é a proximidade da partida contra o Barcelona, do Equador, pela Libertadores.

Mas, ainda não é motivo para pânico. Sem João Lucas, o clube corre contra o tempo e vê grandes chances do retorno de Rafinha, titular da posição, acontecer na partida da próxima quarta-feira. Ele está em fase final de recuperação da lesão muscular e tudo indica que estará em campo. Outro que corre contra o tempo para estar em campo é o zagueiro Rodrigo Caio.

— O Rafinha quarta-feira, se nada acontecer, vai estar no jogo — declarou o técnico Jorge Jesus.

O titular está afastado desde 26 de fevereiro, quando atuou no jogo de volta da Recopa Sul-Americana e sentiu dores na coxa esquerda. Já João Lucas foi titular nos últimos três jogos do Flamengo — Cabofriense, Junior Barranquilla e Botafogo — mas foi substituído no clássico por Orlando Berrío, que pode ser improvisado caso Rafinha não atue.

— Berrío é um jogador que conhece o lado direito. Não conhece as questões defensivas, mas pode ajudar. É uma função que acho a mais correta do ponto de vista posicional da nossa equipe — explicou Jesus.

Flamengo volta a campo na próxima quarta-feira, às 21h30, no Maracanã, para enfrentar o Barcelona pelo Grupo A da Copa Libertadores. Mais 40 mil ingressos foram vendidos para a partida.