Sem máscara e ao lado de Braga Netto, Bolsonaro diz que sua 'guerra não é política' ao criticar isolamento social

Melissa Duarte
·2 minuto de leitura

BRASÍLIA - Em visita a uma comunidade no Distrito Federal e acompanhado do ministro da Defesa, Braga Netto, o presidente Jair Bolsonaro disse neste sábado que sua guerra “não é política” ao voltar a criticar as medidas de isolamento social adotadas por governadores para contar a pandemia de Covid-19.

— A guerra, da minha parte, não é política. É uma guerra que, realmente, tem a ver com o futuro de uma nação. Não podemos esquecer a questão do emprego. O vírus, o pessoal sabe que estamos combatendo com vacinações. Apoiamos medidas protetivas, agora, tudo tem um limite — declarou o presidente, em transmissão ao vivo nas redes sociais.

Bolsonaro tomou sopa ao lado de Braga Netto na Associação Beneficente Cristã Casa de Maria (Beth Myriam), em uma comunidade no Itapoã, a 24 km do centro de Brasília. Os dois estavam sem máscaras no momento da transmissão.

No local, que serve ‘sopão’ a famílias de baixa renda, o presidente voltou a afirmar que a política do “fecha-tudo” e do “fica em casa” levaram ao desemprego.

Além disso, confirmou que as Forças Armadas estão dispostas a atuar em prol da imunização contra a covid-19 e reiterou o posicionamento em seguida, a apoiadores no Palácio da Alvorada:

— A partir do momento que a Saúde assim desejar, as Forças Armadas, Marinha, Exército e Aeronáutica, estarão prontas para ajudar na vacinação da nossa população.

As declarações foram dadas cinco dias após o início de uma crise militar por falta de apoio político, com a demissão do então ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva.

Numa troca inédita para a história do Brasil, os chefes do Exército, general Edson Leal Pujol; da Marinha, almirante de esquadra Ilques Barbosa; e da Aeronáutica, brigadeiro Antônio Carlos Bermudez também caíram no dia seguinte. A chamada reforma ministerial levou à dança das cadeiras na Esplanada, com a troca no comando de outras cinco pastas.