Sem máscara, Bolsonaro dança ao som de banda da PM e se aglomera com apoiadores

Anita Efraim
·2 minuto de leitura
Bolsonaro esteve na Ceagesp para reinaugurar a Torre do Relógio (Foto: Reprodução/Twitter)
Bolsonaro esteve na Ceagesp para reinaugurar a Torre do Relógio (Foto: Reprodução/Twitter)

Em São Paulo para reinaugurar a Torre do Relógio da Ceagesp, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) participou de uma aglomeração na tarde desta terça-feira, 15, na capital paulista.

Sem máscara, Bolsonaro dançou ao som da banda da Polícia Militar, que participou do evento. Ao redor do presidente, a maior parte dos presentes também estava sem máscara e não respeitavam o distanciamento social, indicado para evitar o contágio pelo novo coronavírus.

O presidente da República ainda brincou com um policial militar, de quem pegou o cap do PM e pôs na cabeça, enquanto dançava.

Durante a reinauguração da Torre do Relógio, uma multidão se aglomerou para ouvir o presidente falar. Aos gritos de mito, o público também desrespeitou a distância recomendada pelas autoridades da Saúde. Em uma plataforma, olhando o público de cima, Bolsonaro estava sem máscara e segurava uma criança. Depois, o presidente desceu e ficou em meio aos apoiadores, quando abraçou alguns deles.

Leia também

Jair Bolsonaro já contraiu o coronavírus e não teve sintomas graves. No entanto, já se sabe que há casos de reinfecção. O Brasil vive um período de alta nos casos da Covid-19, por isso, não é recomendado

Fora da Ceagesp, de máscara, havia um grupo se manifestando a favor da vacina contra o coronavírus. Eles pediam “vacina já” ao presidente da República que, nesta terça-feira, afirmou que os cidadãos teriam de assinar um termo de responsabilidade ao serem imunizados.

Contra a obrigatoriedade da vacina, Bolsonaro ainda afirmou que não pretende se vacinar.