Sem Messi na Argentina, é hora de Dybala

O treinador provisório da Argentina, Lionel Scaloni, decidiu colocar de lado (também "provisoriamente"), os jogadores históricos. Entre eles, Lionel Messi, que abre as portas para Paulo Dybala como o líder desta seleção histórica.