Sem nenhuma prova, Trump chama de ilegais votos contra ele e diz que está sendo trapaceado

Extra
·1 minuto de leitura

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, concedeu um discurso em que chama de ilegais os votos contra si, e denuncia, sem apresentar nenhuma prova, uma fraude eleitoral.

— Se você contar os votos legais, venci facilmente. Se contar os evotos ilegais, eles me roubaram — afirmou.

O presidente usou como argumento o fato de ter saído na frente na apuração em vários estados, como os ainda abertos Geórgia e Pensilvânia, e de ter visto sua vantagem cair conforme os votos enviados pelo correio eram apurados.

Este fenômeno eleitoral já era esperado, porque, devido à politização da pandemia, democratas tiveram tendência muito maior a votar por via postal. O próprio Trump denunciou durante meses, sem jamais apresentar provas, uma fraude contra si.

O presidente está prestes a perder na via eleitoral, conforme segue a vantagem em estados indefinidos e Biden é favorito para levar Pensilvânia, Nevada e Arizona, com a Geórgia ainda em aberto.

Enquanto ele falava, várias redes de notícias de TV, incluindo ABC, CBS e MSNBC, pararam a transmissão dos comentários do presidente, por considerá-los mentiras não democráticas.

Trump denunciou um complô entre "a grande mídia, o grande dinheiro e as grandes empresas de tecnologia" contra a sua candidatura.