Sem notícias da Tesla: empresa de Elon Musk se distancia da imprensa

Juliette MICHEL
·2 minuto de leitura
O CEO da Tesla, Elon Musk, gesticula ao chegar para visita às instalações futuras da empresa em Gruenheide, perto de Berlim, em setembro
O CEO da Tesla, Elon Musk, gesticula ao chegar para visita às instalações futuras da empresa em Gruenheide, perto de Berlim, em setembro

Quais as novidades da Tesla? É difícil dizer porque a famosa fabricante de veículos elétricos parece ter dado o passo incomum de desmontar seu departamento de relações com a mídia, encarregado de responder aos jornalistas.

Os telefonemas e os e-mails enviados à sede da Tesla pela AFP ou de qualquer outro veículo de comunicação não recebem resposta, a poucos dias de a companhia divulgar seus resultados financeiros trimestrais.

O site noticioso Electrek reportou este mês que a Tesla tinha dissolvido seu departamento de relações com a mídia, tornando-se o primeiro fabricante de automóveis a se afastar da imprensa.

Ainda continua comunicando-se com seus investidores e o público diretamente de sua página eletrônica, nas apresentações e através da conta no Twitter de seu presidente, Elon Musk, que tem 39 milhões de seguidores.

Mas os meios de comunicação que costumam cobrir a Tesla expressaram sua frustração por não poder falar com eles.

"Não obtive uma resposta da Tesla em meses", contou Steve LeVine, jornalista da Medium que acompanha o setor dos carros elétricos. "Não posso dizer há quantos meses, mas não lembro de uma resposta recentemente", acrescentou.

As consultas ao escritório da Tesla, tanto na China quanto na Europa, tampouco dão frutos.

Embora muitas empresas grandes sejam muito reservadas com a imprensa, a decisão da Tesla de se distanciar completamente da mídia não teria precedentes para uma empresa de seu tamanho.

Em entrevista recente com um podcast do New York Times, Musk expressou frustração com a cobertura da imprensa em um evento em setembro, no qual a empresa apresentou suas últimas inovações tecnológicas.

"A cobertura midiática do evento foi triste", avaliou. "A maioria da cobertura na imprensa foi um triste reflexo de sua compreensão", afirmou.

Romper com a tradição não é, no entanto, algo novo para a Tesla, única grande fabricante de veículos que vende diretamente aos seus clientes, evitando assim distribuidores independentes, apesar das restrições em alguns estados. 

bur-rl/st/rs/lda/mvv