Sem poupar, Flamengo calcula danos causados pela CBF e tenta arrancada no Brasileiro

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O Flamengo vai a campo hoje, 16h, contra o Athletico-PR, no Maracanã, na última partida antes de ser novamente desfalcado por convocações. Na atual edição do Brasileiro, a conta da diretoria é que o time entrará em campo com ausências em um total de até 21 jogos, contando os dois próximos, contra Bragantino e Fortaleza. Ciente das baixas inevitáveis na sequência, o técnico Renato Gaúcho utilizará o que tem melhor.

O rubro-negro só não terá David Luiz, Thiago Maia e Diego Ribas, trio que se recupera de problemas musculares, e Matheuzinho, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. No mais, todo o time titular foi relacionado. A ideia é buscar os três pontos antes de voltar a utilizar uma equipe alternativa, sem os convocados Gabigol, Everton Ribeiro, Arrascaeta e Isla. Como a final da Libertadores acontecerá em dois meses, e a semifinal da Copa do Brasil apenas no dia 20, serão duas semanas com foco apenas no Brasileiro. Renato Gaúcho vinha sendo criticado por preservar alguns jogadores na competição e dar preferência aos torneios eliminatórios.

O time manteve 100% de aproveitamento no mata-mata. Agora, para se manter na briga por um inédito tricampeonato o Flamengo busca recuperação nos pontos corridos, que pode começar no jogo que marcará o retorno do público na competição.

Com o duelo de hoje contra o Athletico, serão cinco partidas até a volta do mata-mata. Contra Juventude e Cuiabá, ainda não há data confirmada. Mas o Flamengo entende que novos adiamentos estão descartados após a CBF indicar o fim do Campeonato Brasileiro para o dia 9 de dezembro, e não no fim do mês, como era o desejo da diretoria rubro-negra — uma proposta que foi refutada em carta assinada pelos capitães dos outros 19 clubes da Série A.

“Entre junho e novembro deste ano, teremos 14 datas para eliminatórias mais 30 dias de Copa América. Clubes que investem alto não ganham nada. Não paralisam nada. Importante mesmo são os jogadores entrarem de férias em 10/12 e não em 29/12, como propomos”, criticou o vice de relações externas do Flamengo, Luiz Eduardo Baptista.

A impossibilidade de transferência de datas esbarra inclusive na decisão da Libertadores, marcada para 27 de novembro, em Montevidéu. A partida contra o Sport aconteceria no mesmo dia em que, pelo regulamento da Conmebol, o Flamengo já teria que estar no Uruguai. A diretoria aguarda a marcação das partidas enquanto foca nos resultados de campo.

Depois de ter força máxima por alguns minutos na semifinal contra o Barcelona-EQU, o técnico Renato Gaúcho deve escalar a zaga com Gustavo Henrique no lugar de David Luiz, ao lado de Rodrigo Caio. Filipe Luís, que voltou de lesão no último compromisso, será mantido, assim como Arrascaeta. Como as ausências de Diego e Thiago Maia são em posição hoje dominada por Andreas Pereira, a formação titular deve ser a mesma que venceu no Equador, com Bruno Henrique e Gabigol no ataque. O artilheiro da camisa 9 fará apenas o seu oitavo jogo em 20 disputados pelo Flamengo, consequência das convocações para a seleção.

O Athletico-PR, que se classificou no meio de semana para a final da Copa Sul-Americana, divulgou ontem a lista de relacionados que virão ao Rio sem os meias Nikão e Terans, dois dos principais jogadores da equipe. Pedro Rocha, ex-Flamengo e autor de três gols nos últimos dois jogos, é um dos destaques.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos