Sem provas, Bolsonaro volta a questionar segurança das urnas: 'Confio no Paraguai'

Jair Bolsonaro (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Jair Bolsonaro (Foto: REUTERS/Adriano Machado)

O presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou a desacreditar o sistema eleitoral brasileiro sem mostrar provas. Ao ser sabatinado pela Jovem Pan na manhã desta terça-feira (6), o chefe do Executivo disse o quanto confia nas urnas eletrônicas.

"Quanto eu confio de 0 a 10 nas urnas? Confio "10" no Paraguai, na Colômbia, Chile, França, que é o voto no papel. No resto, a gente tem que ficar preocupado. […] Eu no início apoiei o voto eletrônico, depois o voto impresso”, falou.

O presidente também disse que as chances de fraude “chegam próximas de zero” com as propostas das Forças Armadas.

“Por que outros países não adotam esse sistema? Não podemos mais questionar. […] Onde vai chegar o Brasil se continuar essa escalada autoritária?”, questionou.

A PEC (Proposta de Emenda à Constituição) do voto impresso foi derrotada na Câmara dos Deputados em agosto do ano passado.

Depois, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) chamou as Forças Armadas para compor uma comissão de transparência e segurança das eleições de outubro deste ano.

Os militares já inspecionaram as urnas, mas Bolsonaro continua questionando sua segurança.

Veja as últimas pesquisas eleitorais para presidente:

Ataque a jornalista

Ainda na sabatina da Jovem Pan, Bolsonaro atacou a jornalista Amanda Klein ao ser questionado sobre a compra de imóveis em dinheiro vivo por ele e seus familiares.

Depois de ouvir a pergunta, Bolsonaro falou sobre a vida pessoal da jornalista. “Amanda, você é casada com uma pessoa que vota em mim”, disse.

O chefe do Executivo continuou: “Não sei como é que é teu convívio na sua casa com ele”.

Amanda Klein, então, rebateu o presidente e afirmou que a sua vida particular “não está em pauta”.

Qual a data das Eleições 2022?

O primeiro turno das eleições será realizado no dia 2 de outubro, um domingo. Já o segundo turno – caso necessário – será disputado no dia 30 de outubro, também um domingo.

Veja a ordem de escolha na urna eletrônica nas Eleições 2022

  1. Deputado federal (quatro dígitos)

  2. Deputado estadual (cinco dígitos)

  3. Senador (três dígitos)

  4. Governador (dois dígitos)

  5. Presidente da República (dois dígitos)