Sem reforma da Previdência, em 12 anos não teremos recursos para programas sociais e investimentos, diz Temer

Temer concede entrevista em São Paulo 4/4/2017 REUTERS/Nacho Doce

SÃO PAULO (Reuters) - O presidente Michel Temer disse nesta terça-feira que sem a reforma da Previdência, em dez a 12 anos o governo não terá recursos para programas sociais ou para realizar investimentos.

"Se nós não reformularmos a Previdência no nosso país, nós teremos verbas daqui a dez, doze anos verbas apenas para pagar os servidores públicos e a Previdência, nada de programas sociais, nada de investimentos", afirmou o presidente a uma plateia de empresários, em São Paulo.

O presidente disse acreditar que já existe uma compreensão dos desafios que a realidade impõe ao país. Admitiu, porém, que o Congresso Nacional "é o senhor da reforma" e disse que o governo vai negociar se tiver que negociar, ressaltando que o importante é a aprovação das mudanças necessárias.

Temer voltou a listar indicadores econômicos positivos, como recuo da inflação e queda dos juros, e disse que podia afirmar, "sem medo de errar", que a "credibilidade do Brasil está de volta".

(Reportagem de Eduardo Simões)