Sem tapete vermelho ou desfile em carro aberto, Macron toma posse para segundo mandato neste sábado

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Nada de pompa, desfile em carro aberto na avenida Champs-Elysées ou clima de festa. O presidente francês, Emmanuel Macron, toma posse neste sábado (7) para seu segundo mandato na liderança da França em uma cerimônia protocolar e rápida.

Segundo nota do Palácio do Eliseu, sede da presidência francesa em Paris, Macron será empossado em um evento discreto, com duração máxima uma hora e meia. A cerimônia será transmitida em cadeia nacional de rádio e TV, às 11h pelo horário local (6h pelo horário de Brasília).

Boa parte do evento ocorrerá dentro do salão de festas do Palácio do Eliseu. De acordo com o programa divulgado, o presidente do Conselho Constitucional, Laurent Fabius, pronunciará os resultados da eleição presidencial de 24 de abril. Depois, Macron será reconhecido como o grande mestre da Ordem Nacional da Legião da Honra.

Em seguida, Macron assinará o documento em que oficializa sua aceitação do cargo de presidente. Após a ratificação, ele pronunciará o célebre discurso de chefe de Estado. Segundo um conselheiro da presidência, não será "uma alocução de política geral", mas "que se inscreverá na história do país e se abrirá ao futuro".

O Palácio do Eliseu também afirma que Macron quis deixar os holofotes para as comemorações do aniversário do 8 de maio de 1945, data do final da Segunda Guerra Mundial, quando ocorreu a vitória dos países aliados sobre a Alemanha nazista. Por isso, apenas no domingo (8) o presidente francês visitará o túmulo do Soldado Desconhecido, no Arco do Triunfo. Em 2017, esse gesto foi realizado no dia da posse.


Leia mais

Leia também:
Macron tem a responsabilidade de reconciliar uma França fraturada, analisam jornais
“Vou fazer da França uma grande nação ecológica”, diz Macron em discurso de vitória
“Nem Macron, nem Le Pen”: manifestantes iniciam protestos na França após resultado da eleição

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos