Semana terá muito frio no Sudeste, 0ºC no Sul e chuva no Nordeste

***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 19.05.2022 - Pedestres se protegem do frio no terminal de ônibus Pinheiros, na zona oeste de São Paulo. (Foto: Rivaldo Gomes/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 19.05.2022 - Pedestres se protegem do frio no terminal de ônibus Pinheiros, na zona oeste de São Paulo. (Foto: Rivaldo Gomes/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - A semana começa intensificando a onda de frio sentida em São Paulo, com a previsão da menor temperatura do mês já na segunda-feira (13) e uma subida tímida nos termômetros nos dias seguintes. No Sul, a frente fria pode trazer temperaturas de 0ºC ou até menos.

Segundo a Defesa Civil do estado de São Paulo, os termômetros podem marcar 2ºC em Itapeva e toda a Serra da Mantiqueira e 7ºC na capital e região metropolitana. Essa é a previsão do Climatempo para a segunda-feira, quando a máxima na capital paulista deve ser de apenas 16ºC. No resto da semana, as mínimas variam entre 10ºC e 14ºC; as máximas não devem bater os 25ºC.

A chuva que atingiu partes do estado no começo da semana passada deve dar uma trégua. Apesar do aumento de nuvens e da possibilidade de névoa ao amanhecer, não há previsão de precipitações até o sábado (18), quando, de acordo com o MetSul, 15,4 milímetros de precipitações são esperados. No domingo (19), 34,2 milímetros são previstos.

Com menos intensidade, o frio também deve atingir a cidade do Rio de Janeiro no começo da semana. As mínimas podem ser de 13ºC na segunda-feira (13). A partir da quinta-feira (16), porém, os termômetros sobem para mínimas de 17ºC.

MAR AGITADO

A instabilidade na parte centro-sul do Brasil também fez defesas civis do país emitirem alertas de ressaca em partes do território.

Segundo a Defesa Civil de São Paulo, ondas de até três metros de altura podem atingir a região entre a cidade de Santos e Cabo de São Tomé (RJ) entre a manhã do domingo (12) e a noite da segunda-feira (13).

No Rio Grande do Sul, as ondas podem atingir os 4 metros, de acordo com o Climatempo, e em Santa Catarina, elas podem chegar aos 3,5 metros.

CHUVAS NO NORDESTE

Há possibilidades de fortes precipitações para a região Nordeste, onde alguns estados ainda se recuperam das chuvas do fim de maio.

Toda a parte leste da região, de Alagoas até o Rio Grande do Norte, deve receber chuvas de forte a moderadas.

A previsão vale também para o Recife, que contabilizou mais de 120 mortos em uma semana de chuvas e está em estado de observação para a possibilidade de mais deslizamentos de terra.

A chuva também deve ser frequente na região Norte, onde alguns estados estão em situação de alerta para temporais desde a sexta-feira (10). Em Belém do Pará, segundo o Climatempo, há previsão de ocorrência de chuvas em todos os dias da semana. As mínimas e máximas devem se manter entre 22ºC e 32ºC.

FRIO NO SUL E CENTRO-OESTE

No sul do Brasil, a expectativa é de que a massa de ar polar para a região traga cinco dias seguidos de temperaturas iguais ou menores do que 0ºC para o Rio Grande do Sul, de acordo com o MetSul. A cidade de Porto Alegre pode ter mínimas de 4ºC a 5ºC.

Em Florianópolis, as mínimas variam entre 9ºC e 15ºC ao longo da semana. As máximas podem bater 24ºC na sexta-feira (17), quando um alerta de mudança brusca de temperatura entra em vigor.

Curitiba deve ser a capital sulista com menor mínima, registrando 2ºC na segunda-feira. Há possibilidades de geada.

O frio também deve atingir a região Centro-oeste. A massa de ar polar também deve afetar o Centro-oeste do país, com chuva e tempo encoberto ao longo da semana em Campo Grande e na região de Ponta Porã. As instabilidades para toda a região só devem diminuir no fim de semana.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos