Senado antecipa votação de estado de calamidade pública para sexta-feira

Isabella Macedo
Senado decidiu adotar sistema de votação remota por meio de uma plataforma virtual

BRASÍLIA - O Senado decidiu antecipar a votação do estado de calamidade pública no país para amanhã às 11 horas. Será a primeira votação remota realizada pela Casa desde que o Ato que instituiu a possibilidade de votar matérias sem que os parlamentares compareçam ao Senado. Mais cedo, o presidente em exercício da Casa, Antonio Anastasia (PSD-MG) havia informado que a votação seria na próxima semana.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), está afastado por ter sido diagnosticado com coronavírus. A informação da antecipação foi anunciada pela A Secretaria-Geral da Mesa da Casa.

A Câmara aprovou na terça-feira o decreto legislativo que reconhece o estado de calamidade pública no Brasil até 31 de dezembro deste ano. Quando o texto for aprovado no Senado, o governo ficará desobrigado de cumprir a meta fiscal prevista para este ano, que hoje é de déficit de até R$ 124,1 bilhões

A Secretaria-Geral da Mesa ainda irá orientar os parlamentares sobre como funcionará o sistema de votação remota