Senado aprova projeto que reconhece Holodomor como genocídio de ucranianos

***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 02.03.2020 - O senador Álvaro Dias (Podemos-PR) participa de entrevista no estúdio Folha/UOL, em Brasília. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 02.03.2020 - O senador Álvaro Dias (Podemos-PR) participa de entrevista no estúdio Folha/UOL, em Brasília. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Senado Federal aprovou na noite da última terça-feira (26), em votação simbólica, projeto de lei que reconhece o período conhecido como Holodomor como genocídio do povo ucraniano e institui o quarto sábado de novembro como o Dia de Memória do Holodomor.

De autoria do senador Alvaro Dias (Podemos-PR), o projeto faz referência à crise generalizada de fome que atingiu a Ucrânia durante o regime soviético liderado por Joseph Stálin. Os cálculos são imprecisos, mas pesquisas sugerem que mais de 3,3 milhões morreram de fome à época.

O senador argumenta que o projeto é uma forma de demonstrar solidariedade à comunidade ucraniana no Brasil em meio à guerra que se desenrola no Leste Europeu.

O projeto de lei segue, agora, para análise da Câmara.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos