Senado aprova prorrogação da suspensão de pagamentos do Fies até fim de 2021

·1 minuto de leitura

BRASÍLIA — O Senado aprovou nesta quarta-feira a suspensão do pagamento de parcelas do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) até o fim de 2021. As dívidas já tinham sido adiadas no ano passado, até dezembro, em função das dificuldades impostas aos beneficiários durante a pandemia. Agora, com essa nova suspensão, os pagamentos ficarão prorrogados por mais um ano. O projeto segue para análise da Câmara dos Deputados.

Autor do projeto, o senador Jayme Campos (DEM-MT) afirmou que o objetivo é manter os alunos matriculados nas universidades e garantir as oportunidades profissionais, segundo entrevista dada a Rádio Senado. "Afinal, não há saída para o país sem educação. Hoje, cerca de 3 milhões de estudantes brasileiros dependem do Fies para estudarem um curso superior", afirmou o parlamentar.

Para o relator da proposta, o senador Dário Berger (MDB-SC), a iniciativa vai ajudar a manter os vínculos de estudantes com as instituições de ensino, mas também ajudar os egressos, que passam a pagar prestações mais significativas do empréstimo ofertado via Fies, tendo em vista o quadro de crise que assola o país.

O Fies, programa que empresta a estudantes carentes de faculdades privadas dinheiro para pagar as mensalidades a juros abaixo do mercado, foi alvo de críticas recentes do ministro da Economia, Paulo Guedes, que afirmou que a iniciativa favorece "filho do porteiro" que não teve bom desempenho no vestibular.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos