Senado dos EUA aprova US$ 52 bi para estimular produção local de semicondutores

O Senado americano aprovou nesta quarta-feira um projeto de lei que inclui US$ 52 bilhões em subsídios e incentivos para a fabricação de semicondutores nos EUA, uma indústria que vem perdendo terreno para concorrentes estrangeiros nos últimos anos.

Planos: França terá nova fábrica de microchip europeia. Projeto de R$ 30,8 bi é estratégico para não depender da Ásia

Fed: Banco central americano volta a elevar juros em 0,75 ponto percentual

A votação - 64 a favor contra 33 - ocorre após mais de um ano de debate e marca uma grande vitória legislativa para o presidente Joe Biden, cuja agenda está em grande parte paralisada no Senado, onde são necessários 60 votos para aprovar a maioria das leis.

A expectativa é que o projeto de lei seja aprovado na Câmara no final desta semana e vá para a sanção de Biden.

Além do financiamento de semicondutores, a legislação inclui dinheiro para pesquisa e treinamento de força de trabalho e tecnologia sem fio 5G.

A medida foi apresentada como uma forma de revigorar a base industrial dos EUA e fortalecer os interesses de segurança nacional do país contra futuras interrupções na cadeia de suprimentos no exterior, onde a grande maioria dos semicondutores avançados é produzida atualmente.

5G: Anatel vai verificar 'qualidade' do sinal somente após 29 de setembro

O líder republicano do Senado, Mitch McConnell, disse que o projeto era sobre “segurança nacional”, acrescentando que desejava que custasse menos. O Comitê de Orçamento do Congresso, apartidário, estima que a legislação aumentaria os déficits orçamentários dos EUA em US$ 79 bilhões ao longo de uma década.

Os principais itens do pacote são:

US$ 39 bilhões em assistência financeira para a construção de instalações domésticas de semicondutores.

US$ 11 bilhões para financiar pesquisa de chips e desenvolvimento de força de trabalho.

US$ 2 bilhões para fabricação de chips relacionados à defesa.

Restrições ao uso de fundos para recompra de ações, investimento estrangeiro

Um crédito fiscal de investimento de 25% para a fabricação de semicondutores e ferramentas para criar semicondutores

US$ 500 milhões para um programa internacional de comunicação segura

US$ 200 milhões para treinamento de mão de obra na indústria de semicondutores

US$ 1,5 bilhão para inovação da cadeia de suprimentos sem fio pública

Altera e autoriza o financiamento de programas na Nasa, no Instituto Nacional de Padrão e Tecnologia e Fundação Nacional de Ciência.

Autoriza novos programas no Departamento de Energia

Resultados: Facebook tem primeira queda trimestral nas vendas em sua história

Nos últimos 18 meses, o caminho para a aprovação da medida deu várias voltas e reviravoltas, enquanto os legisladores lutavam para conseguir apresentar uma proposta que passasse pelas duas casas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos