Senado vai gastar R$ 1,3 milhão em colchões, café e material de academia

Prédio projetado por Oscar niemeyer abriga a Câmara dos Deputados e o Senado Federal. (Foto: Getty Creative)
Prédio projetado por Oscar Niemeyer abriga a Câmara dos Deputados e o Senado Federal. (Foto: Getty Creative)

Mesmo com os senadores em recesso parlamentar, o Senado Federal pretende gastar, nos próximos dias, mais de R$ 1,3 milhão em licitações para compra de sacos de café, material de academia para uso da Polícia Legislativa e até colchões novos para os imóveis funcionais dos senadores. De acordo com informações do portal Metrópoles, a previsão é de que as negociações aconteçam entre o final de julho e o início de agosto.

Quase metade deste valor exorbitante será gasto com a aquisição de “café em pó superior”. No total, a Comissão Permanente de Licitação estima um gasto na ordem de R$ 627 mil para aquisição de 30 mil embalagens de 500g ao preço unitário de R$ 20,9.

Em 2020, o Senado despendeu R$ 9,88 por cada pacote do produto – um dos mais atingidos pela alta da inflação.

A finalidade da compra, segundo o próprio Senado, é fornecer as necessidades das unidades administrativas e legislativas da Casa durante um ano, além de manter os “níveis ideais de estoque deste objeto de uso contínuo e diário nas diversas unidades administrativas”.

O edital delimita que a entrega do café deve ocorrer no máximo 20 dias úteis após a nota de empenho da compra, acompanhada da ordem de fornecimento. As embalagens devem apresentar validade de no mínimo 18 meses, contados a partir da data de fabricação do café, que devem ter sido produzidos apenas 30 dias antes da entrega.

O segundo maior gasto será para o fornecimento de aparelhos de academia para o Centro de Treinamento da Polícia do Senado (CTPSF). De acordo com o Senado, serão mais de R$ 563,5 mil de dinheiro público empenhados no financiamento do “Programa de Ginástica Laboral e demais atividades desenvolvidas pelo Serviço de Saúde Ocupacional e Qualidade de Vida no Trabalho”.

Outra despesa surpreendente prevista nas licitações tem como objetivo melhorar a qualidade do sono dos senadores com a compra de 55 novos colchões. Para tanto, serão disponibilizados R$ 157.250.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos