Eslováquia chama para consultas embaixador na Rússia por caso de ex-espião

Praga, 28 mar (EFE).- A Eslováquia chamou nesta quarta-feira para consultas seu embaixador na Rússia de forma "indefinida" em resposta ao envenenamento no Reino Unido do ex-espião russo Sergei Skripal com um agente nervoso.

"Chamamos o embaixador por tempo indefinido", disse hoje à imprensa local o ministro das Relações Exteriores eslovaco, Miroslav Lajcak, que agora preside também a Assembleia Geral das Nações Unidas.

Lajcak detalhou que se reunirá com o chefe do Serviço de Inteligência antes de propor uma decisão ao Executivo de coalizão tripartite liderado pelo social-democrata Peter Pellegrini.

Bratislava ainda não decidiu se expulsará diplomatas russos como protesto pelo envenenamento de Skripal e de sua filha Yulia em 4 de março em Salisbury, no sul da Inglaterra, com um agente químico de fabricação russa.

Mais da metade dos países da União Europeia (UE), além de Estados Unidos, Canadá e Austrália, expulsaram cerca de 140 funcionários russos de seus territórios depois que Londres acusou Moscou de estar por trás do envenenamento. EFE