Senador Major Olímpio tem morte cerebral após ser vítima da Covid-19

JOELMIR TAVARES
·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O senador Major Olímpio (PSL-SP), 58, que estava internado com Covid-19, teve morte cerebral nesta quinta-feira (18), segundo comunicado feito em rede social do parlamentar. A família vinha atualizando a página com informações sobre o estado de saúde do político. "Com muita dor no coração, comunicamos a morte cerebral do grande pai, irmão e amigo, senador Major Olímpio. Por lei a família terá que aguardar 12 horas para confirmação do óbito e está verificando quais órgãos serão doados. Obrigado por tudo que fez por nós, pelo nosso Brasil", afirma o texto. O hospital São Camilo, em São Paulo, onde o senador estava internado desde o dia 2 de março, não confirmou a informação oficialmente. Os familiares não haviam autorizado a assessoria de imprensa do hospital a divulgar detalhes sobre o estado dele. Mais cedo, às 12h46, a família afirmou na rede social que ele permanecia em tratamento na UTI. Policial militar desde 1978, Olímpio foi um dos braços direitos de Jair Bolsonaro na campanha presidencial em 2018. Como um dos coordenadores da campanha do então presidenciável no estado, ganhou projeção e foi eleito para seu primeiro mandato no Senado com mais de 9 milhões de votos. Crítico ao PSDB, ele não embarcou na dobradinha "BolsoDoria", que o então candidato a governador João Doria adotou no pleito, e declarou apoio ao adversário do tucano, Márcio França (PSB). No cargo, o senador rompeu com Bolsonaro. Na política desde 2006, ele também foi deputado estadual em São Paulo e deputado federal. O suplente de Major Olímpio no Senado é o empresário Alexandre Giordano, que, com a morte do titular da vaga, deve assumir a cadeira. Giordano se envolveu em 2019 em uma crise ligada à usina de Itaipu. No mês passado, o senador José Maranhão (MDB-PB) morreu vítima de Covid, aos 87 anos. Ele foi o segundo integrante da Casa levado pela doença, que está em sua fase mais crítica no Brasil. A morte de Major Olímpio foi lamentada por políticos e autoridades.