Senador Marcos Rogério paga imóvel de ex-mulher com cota parlamentar

·1 minuto de leitura
Marcos Rogério é um dos senadores governistas na CPI da Covid (Foto: Foto: Leopoldo Silva/Agência Senado)
Marcos Rogério é um dos senadores governistas na CPI da Covid (Foto: Foto: Leopoldo Silva/Agência Senado)
  • Marcos Rogério pagou aluguel de imóvel no nome da ex-mulher com cota parlamentar

  • Pagamentos constam no site do Senado nos meses de março e abril

  • Valor do aluguel do imóvel é de R$ 4,6 mil

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) tem usado a cota parlamentar para pagar o aluguel de um imóvel da ex-mulher, Andréia Schmidt. A informação foi revelada pela coluna do jornalista Guilherme Amado, do Metrópoles.

Marcos Rogério é membro da CPI da Covid e um dos parlamentares governistas mais atuantes na defesa do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na comissão.

Leia também

O imóvel consta como um escritório de apoio em Rondônia, estado do parlamentar. De acordo com o site do senado, Marcos Rogério fez pagamentos mensais de R$ 4,6 mil entre março e abril de 2021 em nome da administradora OK Imóveis.

As notas fiscais que constam no site do Senado não mostram o nome do proprietário do imóvel, só o endereço. A casa fica em Ji-Paraná.

Ao Metrópoles, a assessoria de Marcos Rogério afirmou que a casa era dele e o senador teria usado o local como escritório entre 2017 e 2020, sem uso de recursos públicos. Mas, após o divórcio com a ex-mulher, o imóvel ficou no nome de Andréia.

Como o escritório já estava estabelecido no local, “optou-se por manter o escritório no mesmo endereço, pagando o valor correspondendo ao aluguel à atual proprietária”, alegou a assessoria.