Senador Renan Calheiros (MDB-AL) é escolhido relator da CPI

RAQUEL LOPES
·1 minuto de leitura
*ARQUIVO* BRASILIA, DF,  BRASIL,  09-10-2019 - O senador Renan Calheiros (MDB-AL). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
*ARQUIVO* BRASILIA, DF, BRASIL, 09-10-2019 - O senador Renan Calheiros (MDB-AL). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

FOLHAPRESS - O senador Renan Calheiros (MDB-AL) foi escolhido para ser o relator da CPI da Covid pelo presidente da comissão, Omar Aziz (PSD-AM). A escolha representa uma derrota do Palácio do Planalto que tentou até o último momento barrar o senador alagoano.

No início da reunião de instalação da comissão, o vice-líder do governo no Congresso Jorginho Mello (PL-SC) apresentou uma questão de ordem para que Renan fosse impedido. O pedido se baseou em jurisprudência na qual magistrados se afastam de decisões quando há ligações sanguíneas entre juízes e investigados.

Eduardo Girão, que foi candidato à presidência da comissão, também havia criticado a possibilidade de Renan ser escolhido. O senador alagoano se defendeu afirmando que seu impedimento seria "uma censura prévia" e apresentou números favoráveis do governo de Alagoas no enfrentamento à pandemia.

O relator é responsável por construir a narrativa das investigações e apresentar um relatório com as conclusões dos trabalhos —que será votado na comissão - podendo recomendar o indiciamento de autoridades, por exemplo.