Senador republicano incentiva Trump a "lutar muito"

·1 minuto de leitura
(ARQUIVOS) Neste arquivo, foto tirada em 25 de março de 2020, o senador Lindsey Graham (R-SC) fala durante uma entrevista coletiva no Capitólio dos EUA, em Washington, DC
(ARQUIVOS) Neste arquivo, foto tirada em 25 de março de 2020, o senador Lindsey Graham (R-SC) fala durante uma entrevista coletiva no Capitólio dos EUA, em Washington, DC

Lindsey Graham, um dos republicanos mais proeminentes no Senado dos Estados Unidos, pediu a Donald Trump neste domingo(08) que "lutasse muito" e não reconhecesse sua derrota para Joe Biden na disputa pela Casa Branca. 

Além disso, Graham disse que as alegações de fraude do presidente - sem provas - deveriam ser investigadas. 

Outros republicanos disseram que os processos legais devem ser permitidos. 

"Trabalharemos com Biden se ele ganhar, mas Trump não perdeu", disse o senador Graham pela Carolina do Sul à Fox News.

"Não ceda, presidente. Lute muito." 

Além disso, o senador garantiu, sem apresentar fundamentos, que houve irregularidades nos votos enviados pelo correio, método utilizado por grande número de pessoas nas eleições de terça-feira por conta da pandemia. 

No entanto, não há evidências de que a fraude tenha sido um problema que afete o voto pelo correio nas eleições presidenciais dos Estados Unidos.

mjs/ft/mps/yow/jc